29 de junho de 2012

Os Poemas




Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...


Mário Quintana

ASSUNTOS RELACIONADOS:

Carlos Drummond de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes







Segue o Teu Destino




Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é maios ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós própios.

Suave é viver só
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.


Ricardo Reis ( Fernando Pessoa)

ASSUNTOS RELACIONADOS:

Carlos Drummond de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes








Truques e Dicas de Cozinha - Alho





Para retirar das mãos o cheiro a alho ou cebola, esfregue as mãos numa colher de aço - supostamente absorve o odor.


Truques e Dicas de Cozinha - sal





Se colocar sal a mais num cozinhado, junte-lhe uma batata descascada pois ajudará a absorver o sal em excesso.



Bolo de iogurte na Bimby



1 iogurte natural ou de aroma
1 copo de óleo
4 copos de açúcar
3 copos de farinha
4 ovos
raspa de 1 limão
1 colher de chá de fermento royal (usar como medida o copo do iogurte) 

Retire a casca de um limão, cortando-a finamente e coloque-as no copo.
Rale a casca do limão na vel 5-7-9 progressivamente.
Coloque todos os ingredientes no copo e misture tudo durante 5 min na vel 3.
Entretanto unte uma forma com margarina e polvilhe-a com farinha.
Coloque o preparado na forma e leve ao forno, previamente aquecido.






Gelado na Bimby




4 pacotes de bolachas triunfo ( recheadas com chocolate)
3 pacotes de natas
1 lata de leite condensado 

Triturar as bolachas durante 10 seg. na vel. 5. ReservarCom o copo bem frio, colocar a borboleta na lâmina e bater as natas na Vel. 3 ½, durante aproximadamente 2 Min.Quando as natas estiverem consistêntes, diminuir a velocidade para 2 e através da abertura da tampa adicionar o leite condensado e as bolachas trituradas. Deixar envolver bem e colocar num recipiente que possa ir ao congelador.




Truques e Dicas de Cozinha - Ovos




Quando cozer ovos, junte-lhes uma pitada de sal, desta forma evitará que rachem durante a cozedura.


Truques e Dicas de Cozinha - ovo






Se não consegue separar a clara da gema do ovo, é só partir a casca do ovo, e com cuidado vertê-lo num funil colocado por cima de um recipiente: a gema ficará presa e a clara cairá no recipiente.

MAIS TRUQUES E DICAS  -» AQUI







28 de junho de 2012

"Portel + Jovem 2012" nos dias 5,6 e 7 de Julho




Este Ano,"Portel + Jovem 2012", vai realizar-se nos dias: 5, 6 e 7 de Julho, no Parque das Feiras, em Portel.
Este evento Cultural vai ter a presença de: CHAPA DUX, THE GIFT, Capitão Fausto, entre outros. 

MAIS IMFORMAÇÃO
  AQUI «-




GELADO DE BAUNILHA NA BIMBY




200gr de Leite Meio Gordo
300gr de Natas
4 Gemas
150gr de Açúcar
1 colher de sobremesa de Açúcar Baunilhado
1 colher de café de Farinha Custard
1 pitada de Sal

Coloque todos os ingredientes no copo da Bimby e programe 13 min na vel 3 temp 90, findo este tempo, programe mais 3 min vel 2 mas sem qualquer temperatura. Leve ao frigorífico durante algumas horas para que arrefeça, e por fim coloque no congelador para que solidifique.



Bolo de bolacha na bimby




450gr de açúcar
500gr de manteiga
500gr de café líquido
5 pacotes de bolacha tipo Short Cake
1 c.sopa de café instantaneo diluído num pouco de café líquido.

Pulverizar o açúcar 15 seg, vel 9. Juntar a manteiga e programar 5 min, vel 3.
Acrescentar o café instantaneo e programar 15 seg, vel 8.
De seguida, começar a montar o bolo em camadas alternadas de bolachas (molhadas em café) e de creme até terminar.
Por fim, barrar todo o bolo com o restante creme e enfeitar.
Levar um pouco ao congelador antes de servir.

Polvo à Lagareiro na Bimby



 
1 Polvo com cerca de 2 kg;
1 Cebola;
1 Folha de louro;
Sal q.b.
1 kg de batatas pequenas para assar
Azeite q.b.
4 Dentes de alho
Coentros q.b.

Coze-se o polvo. Coloca-se água no copo de forma a cobre-se só as lâminas, adiciona-se uma cebola cortada em quartos, uma folha de louro e sal. Coloca-se o polvo dentro do cesto (atenção se o polvo for muito grande, cozer em 2 vezes) e programa-se 30 minutos, temperatura Varoma, Velocidade 1 1/2.
Entretanto, coloca-se num tabuleiro as batatas com bastante sal e leva-se a forno a 180º durante aproximadamente 30 minutos. Retira-se e aplica-se-lhe um murro.
Após este tempo, junta-se o polvo cozido préviamente e leva-se ao forno durante 10 minutos.
Neste tempo, coloca-se no copo os dentes de alho, azeite suficiente e programa-se 3 minutos, temperatura Varoma, Velocidade 1. Rega-se o polvo com este azeite, polvilha-se com os coentros picados.

PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  







                                          







27 de junho de 2012

Encontro Felicidade






Encontro Felicidade, agarrei-te
Como um cão, pelo cachaço!
E, contigo, em mar de azeite
Afoguei-me, passo a passo...
Dei à minha alma a preguiça
Que o meu corpo não tivera.
E foi, assim, que, submissa,
Vi chegar a Primavera...
Quem a colher que a arrecade
( Há, nela, um segredo lento...)
Ó frágil felicidade!
— Palavra que leva o vento,
E, depois, como se a ideia
De, nos dedos, a ter tido
Bastasse, por fim, larguei-a,
Sem ficar arrependido...


Pedro Homem de Mello


ASSUNTOS RELACIONADOS:

Carlos Drummond de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes




Ser Família






na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs
e eu, depois, a minha irmã mais velha
casou-se. depois, a minha irmã mais nova
casou-se. depois, o meu pai morreu. hoje,
na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está
na casa dela, menos a minha irmã mais
nova que está na casa dela, menos o meu
pai, menos a minha mãe viúva. cada um
deles é um lugar vazio nesta mesa onde
como sozinho. mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo, seremos
sempre cinco.


José Luís Peixoto


 






ASSUNTOS RELACIONADOS:

António Botto
Carlos Drummond de Andrade
Daniel Faria
Eugénio de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Mia couto
Miguel Torga
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes

Amor o teu rosto à minha espera





Amor o teu rosto à minha espera, o teu rosto
a sorrir para os meus olhos, existe um
trovão de céu sobre a montanha.

as tuas mãos são finas e claras, vês-me
sorrir, brisas incendeiam o mundo,
respiro a luz sobre as folhas da olaia.

entro nos corredores de outubro para
encontrar um abraço nos teus olhos,
este dia será sempre hoje na memória.

hoje compreendo os rios. a idade das
rochas diz-me palavras profundas,
hoje tenho o teu rosto dentro de mim.


José Luís Peixoto

ASSUNTOS RELACIONADOS:

Carlos Drummond de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes







A Câmara de Serpa quer candidatar a Ponte da Ribeira do Enxoé à classificação de Monumento de Interesse Público





Ponte da Ribeira do Enxoé/Serpa, está em vias de ser Monumento de Interesse Público…
Recorde-se que, Ponte da Ribeira do Enxoé, está inserida no itinerário " Pontes Históricas do Alentejo", pertencente à freguesia de Salvador e localizada entre Serpa e Moura, encontra-se inventariada na base de dados do património cultural nacional, integrando o itinerário: “Pontes Históricas do Alentejo”.
A Câmara de Serpa quer candidatar a Ponte da Ribeira do Enxoé à classificação de Monumento de Interesse Público, tendo sido publicada em Diário da República, no passado dia 12, a intenção de enviar esta proposta, bem como a da delimitação da sua Zona Especial de Protecção, ao Secretário de Estado da Cultura, por parte da Câmara Municipal de Serpa.
Esta ponte histórica, é possível afirmar que recua pelo menos à Idade Média, apresentando características construtivas mistas, medievais e modernas.  

Mais Informação
AQUI«-



Pedra Filosofal





Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso,
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos,
que em oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho alacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que foça através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara graga, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa dos ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, paço de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão de átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.
Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que o homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança


António Gedeão

ASSUNTOS RELACIONADOS:

Carlos Drummond de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes






As Palavras






São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?


Eugénio de Andrade


ASSUNTOS RELACIONADOS:

Carlos Drummond de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes






Tarte de Morangos na Bimby




Massa:250gr de farinha
70gr de manteiga
11 colheres de sopa de água
Sal


Recheio:5dl de leite
40gr de farinha
150gr de açúcar
2 ovos
3 gemas
250gr de morangos triturados
2dl de natas


Massa:Comece por aquecer a manteiga no microondas e depois misture na farinha com o sal até ficar bem areada a massa. Coloque a água até ficar uma massa homogénea.
Deixa-se descansar 15min.
Triture os morangos colocando-os no copo e pressionando 3 ou 4 vezes na tecla turbo. Reserve.
Passe o copo por água.

Recheio: aquecer o leite 90ºC, +/- 4 min, vel 1 ½.
Junte a farinha, o açúcar, os ovos e as gemas no copo da Bimby, e seleccione 40seg, vel 4.
Depois, colocar a borboleta e Programar 12min, temp. 90ºC, vel 1 ½, até engrossar.
Deixe arrefecer um pouco e junte os morangos triturados 1min, vel 2 ½.
Estique a massa sobre uma superfície polvilhada e forre a tarteira, preencha com o recheio e leve a forno pré-aquecido a 180º durante 25min.
Deixe arrefecer e bata as natas. Decore, com morangos.



Gelado Cremoso de Chocolate na Bimby




500 ml leite gordo ou meio gordo
200 ml natas frescas
4 gemas
200 g de chocolate negro
110 g de açucar

Coloque o chocolate grosseiramente partido,no copo da Bimby bem seco e prima o botão turbo as vezes necessárias até partir os bocados maiores.
Gire o botão da velocidade gradualmente até à 9 durante alguns segundos até pulverizar o chocolate.Reserve e lave o copo.
Junte as natas o leite e o açúcar no copo e programe 10 minutos,temperatura 90º,velocidade 2 ½.
Adicione 160 g do chocolate,as gemas (misturadas com leite que tirou do copo) e marque 5 minutos,temperatura 80º,velocidade 2 ½.
Arrefeça numa taça dentro de outra maior com água.
Leve ao frigorifico até ficar frio.
Antes de colocar na máquina do gelado, junte as 40g restantes de chocolate em pó aos poucos misturando bem.
Leve à maquina ou ponha num recipiente no congelador.


Salame de Chocolate (Bimby)






200 gr de chocolate de cozinha Nestlé
200 gr de Margarina
120 gr de Açúcar
1 pacote de bolacha Maria
4 Gemas

Ponha as bolachas partidas aos bocados no copo e programe 10 seg, veloc.3. Tire e reserve.
Sem lavar o copo, meta as gemas, o açúcar, a manteiga e o chocolate e programe 3 minutos, 70 ºC, veloc.1.
Junte as bolachas e programe 1 minuto, veloc. 1 1/2 . Vai-se mexendo com a espátula.
Deita-se o preparado numa fôrma ou deita-se numa folha de película aderente ou papel prata e forma-se um rolo bem apertado.







Bolo de iogurte (bimby)




1 iogurte natural ou de aroma
1 copo de óleo
4 copos de açúcar
3 copos de farinha
4 ovos
raspa de 1 limão
1 colher de chá de fermento royal (usar como medida o copo do iogurte) 

Retire a casca de um limão, cortando-a finamente e coloque-as no copo.
Rale a casca do limão na vel 5-7-9 progressivamente.
Coloque todos os ingredientes no copo e misture tudo durante 5 min na vel 3.
Entretanto unte uma forma com margarina e polvilhe-a com farinha.
Coloque o preparado na forma e leve ao forno, previamente aquecido.





26 de junho de 2012

" impressionantes graus" de ouro no Alentejo





Estão a ser feitas perfurações nas freguesias alentejanas da Boa-Fé e de Santiago do Escoural
Foram descobertos "graus impressionantes" de ouro "perto da superfície" no Alentejo.
O anúncio foi feito pela empresa canadiana Colt Resources que se encontra, atualmente, a desenvolver prospeções daquele metal precioso na Boa-Fé, concelho de Évora.

MAIS INFORMAÇÃO
AQUI «-


  

Bolo de morangos na Bimby




4 ovos
220 g de açúcar
250g de farinha
1 pacote de fermento Royal
50g de óleo de girassol
50g de iogurte natural
250 g de polpa de morangos naturais

Para fazer a polpa de morangos: antes de fazer o bolo, lavar e cortar os morangos, colocá-los dentro do copo da Bimby e bater em velocidade 6 durante 1 minuto. Sem lavar ao copo continuar com a preparação do bolo.
Colocar a borboleta nas lâminas, juntar os ovos e o açúcar e programar 6 minutos, temperatura 50º, velocidade 3.
Juntar o óleo, o iogurte e 100 gr da polpa de morando e programar 30 segundos, velocidade 3.
Juntar a farinha e o fermento e programar 6 segundos, velocidade 3.
Deitar a mistura numa forma de bolo e por cima despejar a restante polpa de morango.
Levar a cozer em forno preaquecido a 180º durante 30 a 35 minutos ou até que esteja cozido.

PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  








Gelado cremoso de limão na Bimby




200 grs de açúcar
150 grs de sumo de limão (+/- 1½ limão)
Casca de 1 limão (só a parte amarela, bem seca)
1 lata de leite evaporado (previamente congelado em couvette) 
  
Com o copo e a lâmina bem secos, pulverize o açúcar na vel máxima e, passado alguns seg, deite pelo bucal da tampa a casca de limão para que se pulverize juntamente com o açúcar.
Adicione o leite evaporado e pique 5 seg na vel 6.
Coloque o suporte giratório na lâmina e programe a máquina na vel 3, até que o leite esteja montado, quase como um chantilly.
Nessa altura, reduza para a vel 2 e vá incorporando pelo bucal o sumo do limão Ee levar ao congelador.


PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  










Festival Noites na Nora ( Serpa ) entre 6 e 21 de julho




O festival Noites na Nora, que celebra a cultura como uma festa, inclui este ano seis concertos e oito peças de teatro, algumas com dança, música ou comédia à mistura e uma delas resultante de uma residência artística, para transformar o Espaço da Nora, no centro histórico de Serpa, num caldeirão cultural.

Mais Informação
 -» AQUI «-



Amizade





Grande parte da vitalidade de uma amizade reside no respeito pelas diferenças, e não apenas em desfrutar das semelhanças.

James Fredericks


ASSUNTOS RELACIONADOS:

António Botto
Carlos Drummond de Andrade
Daniel Faria
Eugénio de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Mia couto
Miguel Torga
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes


Cartas de amor




Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas. Também escrevi em meu tempo cartas de amor. Como as outras, ridículas...

Fernando Pessoa


ASSUNTOS RELACIONADOS:

António Botto
Carlos Drummond de Andrade
Daniel Faria
Eugénio de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Mia couto
Miguel Torga
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes


Frederica Rodrigues - Para vender, comprar ou arrendar em Portugal