31 de outubro de 2012

Liberdade, que estais no céu... ( Miguel Torga )





— Liberdade, que estais no céu...
Rezava o padre-nosso que sabia,
A pedir-te, humildemente,
O pio de cada dia.
Mas a tua bondade omnipotente
Nem me ouvia.
— Liberdade, que estais na terra...
E a minha voz crescia
De emoção.
Mas um silêncio triste sepultava
A fé que ressumava
Da oração.
Até que um dia, corajosamente,
Olhei noutro sentido, e pude, deslumbrado,
Saborear, enfim,
O pão da minha fome.
— Liberdade, que estais em mim,
Santificado seja o vosso nome.  


Miguel Torga

ASSUNTOS RELACIONADOS:

António Botto
Bruno M. B. Rodrigues
Carlos Drummond de Andrade
Daniel Faria
Eugénio de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Mia couto
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes



Receita de Migas Com Carne de Porco




1 kg de carne de porco ( lombo, costelas e toucinho entremeado)
5 dentes de alho
3 colheres de massa de pimentão
3 colheres de banha
1 pão duro
Sal qb

Tempera-se a carne de porco de véspera, envolvendo-a em massa de pimentão. Fritam-se na banha os dentes de alho e depois a carne até estar estaladiça. Põe-se a carne de lado e, no mesmo tacho, aproveitando a gordura, deita-se o pão às fatias e cobre-se com água a ferver.
Volta ao lume, mexendo bem com uma colher para homogeneizar a mistura.
Quando se soltam das paredes, as migas estão prontas.
Junta-se um bocadinho de gordura para fritarem e ficarem bem tostadinhas.
Servem-se imediatamente, com a carne frita à volta.



Receita de Conserva de Azeitonas - Alentejo




3 kg de azeitonas
6 cascas completas de laranja ( secas ao sol )
1 limão às rodelas
6 dentes de alho cortados ao meio
3 folhas de louro
Oregãos e sal q. b.


Retire os pés às azeitonas. Deite-as num recipiente de barro vidrado e deixe-as durante 20 dias cobertas de água, tendo o cuidado de a mudar diariamente.
Escorra as azeitonas e coloque-as num frasco ou tarefa de barro (preferencialmente).
Cubra-as com água, que já foi previamente preparada da seguinte forma: Na água que se prevê venha a ser necessária, deita-se sal a pouco e pouco, mexe-se para o dissolver, coloca-se um ovo fresco lá dentro. Quando o ovo sobe e fica à tona da água, com uma pequena parte de fora a “coroa”, a água está no ponto certo para se deitar na azeitona e para lhe dar o sabor salgado adequado.
De seguida deite, as cascas de limão, as cascas de laranja, os alhos, as folhas de louro e os oregãos.
Tape e deixe as azeitonas repousar durante 2 semanas, mexendo-as de vez em quando. Quando as quiser utilizar, retire-as com uma colher de pau.

PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  










LIVRO DE HORAS - Miguel Torga




Aqui, diante de mim,
Eu, pecador, me confesso
De ser assim como sou.
Me confesso o bom e o mau
Que vão ao leme da nau
Nesta deriva em que vou.
 
Me confesso
Possesso
Das virtudes teologais,
Que são três,
E dos pecados mortais,
Que são sete,
Quando a terra não repete
Que são mais.
 
Me confesso
O dono das minhas horas.
O das facadas cegas e raivosas
E o das ternuras lúcidas e mansas.
E de ser de qualquer modo
Andanças
Do mesmo todo.   

    
Me confesso de ser charco
E luar de charco, é mistura.
De ser a corda do arco
Que atira setas acima
E abaixo da minha altura.
 
Me confesso de ser tudo
Que possa nascer em mim.
De ter raízes no chão
Desta minha condição.
Me confesso de Abel e de Caim.
 
Me confesso de ser Homem.
De ser um anjo caído
Do tal céu que Deus governa;
De ser um monstro saído
Do buraco mais fundo da caverna.
 
Me confesso de ser eu.
Eu, tal e qual como vim
Para dizer que sou eu
Aqui, diante de mim!


 MIGUEL TORGA


ASSUNTOS RELACIONADOS:

António Botto
Bruno M. B. Rodrigues
Carlos Drummond de Andrade
Daniel Faria
Eugénio de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Mia couto
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes




Milagre -Albert Einstein




Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.
Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um de outro se há-de lembrar.
Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.
Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro.
Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
Cada vez de forma diferente.
Sendo único e inesquecível cada momento
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.
Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

Albert Einstein


ASSUNTOS RELACIONADOS:

António Botto
Bruno M. B. Rodrigues
Carlos Drummond de Andrade
Daniel Faria
Eugénio de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Mia couto
Miguel Torga
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes


30 de outubro de 2012

Receita de Doce de Abóbora ( enviada por Margarida Sousa )





1 quilo de abóbora descascada
3 xícaras de açúcar
2 canelas em pau pequenas
4 cravos da índia

 

Corte a abóbora em cubos de 3 cm aproximadamente.
Colocar todos os ingredientes em uma panela e cozinhar em fogo baixo. Quando os cubos estiverem macios amasse com um garfo e deixe mais um pouco.
Servir frio.

Festa do Castanheiro / Feira da Castanha nos dias 10 e 11 de Novembro de 2012 em Marvão





Festa do Castanheiro / Feira da Castanha nos dias 10 e 11 de Novembro de 2012 em Marvão


" Nos próximos dias 10 e 11 de Novembro, vai realizar-se a 29ª edição, a “Festa do Castanheiro / Feira da Castanha” hoje unanimemente reconhecida, aquém e além-fronteiras, como um dos eventos mais genuínos e aclamados em solo português, tendo atingido o estatuto reservado a um número muito reduzido de romarias que o povo soube elevar a expoentes máximos da portugalidade. Aqui pode encontrar os produtos, as pessoas, os elementos decorativos, os azeites, os vinhos, as compotas, a doçaria tradicional e conventual. "

In Municipio de Marvão






Receita de Compota de Abóbora ( enviada por Margarida Sousa )




1kl de Abóbora descascada e cortada em pedaços
700gr de açúcar
Pau de canela
Raspa de laranjaPreparação:

Os ingredientes levam-se todos ao lume, em lume brando.
Fica a cozinhar até atingir o ponto estrada.
Depois retira-se o pau de canela e coloca-se nos frasquinhos


PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  








Feira de Chocolate em Grândola de 8 a 11 de Novembro de 2012




Feira de Chocolate em Grândola de 8 a 11 de Novembro de 2012


" Chocolates e muitas iguarias doces são a principal atração da Feira de Chocolate que regressa ao Parque de Feiras e Exposições de Grândola de 8 a 11 de Novembro. Pelo sexto ano consecutivo o certame promete despertar os sentidos e satisfazer o paladar durante quatro doces dias.
A exposição e produção ao vivo de peças artísticas em chocolate, licores, espetadas de frutas com chocolate, bombons, bolos, crepes, chocolates artesanais, e muitas outras tentações doces, são algumas das atrações que convidam à descoberta dos expositores da feira. "

In C M Grândola





26 de outubro de 2012

Receita de Bolo Podre Alentejano - ( Enviado por Joana Rosa - PORTALEGRE )




8 ovos
180 gr de açúcar
3 dl de azeites
3 dl de mel
1 cálice pequeno de aguardente
raspa de 1 laranja
1 colher (café) de erva- doce, moída
400 gr de farinha de trigo
azeite para untar

Unte com azeite uma forma de bolos, redonda e lisa.
Numa tigela, bata as gemas com o açúcar até aumentarem de volume e depois,
Adicione o azeite, o mel, a aguardente, a raspa da laranja e a erva-doce, moída.
Bata as claras em castelo e misture-as no preparado anterior,
Aos poucos e alternadamente com a farinha, mexendo devagar, debaixo para cima.
Deite a massa na forma e leve a cozer, cerca de 45 m, em forno a 180 graus.
Verifique se o bolo está cozido antes de o retirar do forno.

PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  











Receita de Francesinha - ( Enviado por : Mariana Barroso )





2 fatias carne assada
2 fatia queijo
2 salsicha(s)
linguiça portuguesa
2 fatias fiambre
1 cerveja c/álcool
1 cubo(s) de caldo de carne
1 folha(s) de louro
1 c. sopa margarina
1 cálice vinho do Porto
1 c. sopa farinha maizena
2 c. sopa polpa de tomate
1 dl leite
q.b. piripiri em pó
2 fatias pão de forma
 
Molho: Dissolver bem a maizena com o leite juntar os restantes ingredientes e com a varinha mágica triturar, levar ao lume até ferver e engrossar um pouco mexendo para não pegar.

Francesinha:Fazer uma sandes com os ingredientes e cobrir com queijo, colocar no centro de um prato e regar com o molho, e levar ao forno a gratinar.

PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  











Receita de Compota de Maçã e Canela - ( Enviado por : Mariana Barroso )




1 kg de maçãs já limpas e descascadas
150 ml de água
1 colher de chá de canela em pó
1 pau de canela
1 kg de açúcar


Depois de descascadas as maçãs, coloque-as num tacho juntamente com o açúcar, a canela em pó, o pau de canela e a água.
Leve ao lume, e assim que começar a ferver reduza-o para o mínimo e deixe cozinhar muito lentamente durante 1 hora.
Ao fim desse tempo retire o pau de canela e passe as maçãs com a varinha mágica.
Leve novamente a lume brando até o doce atingir o ponto de estrada (que é quando depois de colocar um pouco de doce num prato e lhe passar o dedo, se formar uma estrada!).
Retire do lume, e coloque em frascos.

Solidariedade - Madre Teresa de Calcutá




Receita de Compota de Pera




2 kg de pera
1 kg de açúcar
1 litro de água


Lave e descasque as peras e retire-lhes as sementes.
Corte as peras em dois ou quatro pedaços e deixe-as numa vasilha com água
Enquanto isso, prepare a calda, colocando a água e o açúcar numa panela e levando ao lume por 15 minutos, até engrossar depois, acrescente as peras e ferva por mais 10 minutos até os pedaços ficarem firmes, não amolecidos.
Coloque os pedaços de peras num vidro esterilizado e cubra com a calda quente até o gargalo.
Retire as bolhas de ar pressionando as partes central e lateral da compota, com o auxílio de uma faca
Depois, tampe bem os vidros e deixe-os ferver em banho-maria por uns 20 minutos
Retire do fogo e guarde num lugar protegido de luz e calor.





Fundo de Coesão Pode Ser Usado em Alqueva





"O Governo já tem permissão para utilizar as verbas do Fundo de Coesão para financiar parte dos 530 milhões de Euros ainda necessários para concluir o projecto Alqueva. A informação foi avançada pelo secretário de Estado da Agricultura, na passada quarta-feira. José Diogo Albuquerque avançou que o Governo está a fazer uma "operação de limpeza" do Fundo de Coesão, ou seja, projectos que estão há mais de seis meses sem avançar são cancelados e libertam-se fundos para novos projectos, o que "irá permitir gerar os fundos necessários para se poder começar a financiar Alqueva através do Fundo de Coesão"."

In Rádio Planicie




Bifana Portuguesa Destacada no Guia Lonely Planet





" Depois dos rasgados elogios aos pastéis de Belém, o Lonely Planet rendeu-se agora a outra iguaria muito portuguesa: a bifana, tema principal de um artigo publicado no blogue Go Lisbon e escolhido para ser destacado naquele guia de viagens internacional.
 O artigo em causa, publicado a semana passada, explica que a bifana - "um bife de porco salteado com alho e/ou especiarias para ficar quente e sumarento e depois colocado no pão - é tão tradicional no nosso país como o bacalhau, o peixe grelhado, o cozido à portuguesa ou "uma sobremesa tão apetitosa", como, claro, os pastéis de Belém.
 "A bifana é tão popular em Portugal que até o McDonalds lançou, recentemente, a McBifana", continua a peça, que salienta que esta iguaria é, por norma, consumida ao almoço e acompanhada com uma tigela de sopa.
 A região do Alentejo é descrita como o local de origem e excelência da bifana, "que terá nascido na cidade de Vendas Novas", o que faz com que "a maioria dos habitantes locais digam que as melhores bifanas são feitas ali, representando um 'corte' em termos de qualidade quando comparadas com quaisquer outras"."

In Boas Noticias

Mais Informação
AQUI «-





25 de outubro de 2012

Fazer uma Bruxa para o Halloween ( Fantoches de Dedo )


 

1 tesoura
Tecido de feltro verde e preto
Cola
Lã cinzenta
Caneta de tinta brilhante
Canetas de feltro 

1
- Corta dois rectângulos de feltro preto com largura e altura suficiente para, depois de os colares um ao outro, caber lá o teu dedo.



2 - Cola os lados e o topo dos dois rectângulos um ao outro, deixa a parte de baixo aberta para entrar o teu dedo. É o corpo da bruxa.

3 - Recorta dois rectângulos pretos mais pequenos e cola-os corpo da bruxa. São os braços.



4 - Recorta um triângulo de feltro verde para ser a cara da bruxa e cola-o à parte de cima dos rectângulos.
5 - Corta um triângulo de feltro preto para fazeres o chapéu de bruxa.



6 - Corta algumas tiras de lã cinzenta e cola-as na cabeça da bruxa. Cola o chapéu preto por cima.
7 - Com as canetas de feltro, pinta os olhos, a boca e o nariz da bruxa.



8 - Usa a caneta de tinta brilhante para decorar o chapéu.









24 de outubro de 2012

Como Fazer Abóboras de Halloween






Materiais:
•Lã verde
•Laranjas
•Canetinha hidrocor preta
•Cola quente

1- lavar bem as laranjas e secá-las completamente.

2- Use a canetinha hidrocor para marcar o rosto da sua abóbora.




2- Para fazer o cabelo da abóbora, enrole uma boa porção de lã nos seus dedos, depois amarre pelo centro com outra porção de lã e corte todas as pontas para que fique como um pompom. Agora é só colar sobre a abóbora e deixar que a cola seque.








23 de outubro de 2012

Estremoz Recebe o Maior Certame Gastronómico do Alentejo




"A "Cozinha dos Ganhões", o maior certame gastronómico do Alentejo, decorre de 29 de novembro a 2 de dezembro, em Estremoz, com várias tasquinhas a apresentarem a gastronomia tradicional da região.
A denominação de "ganhão" era atribuída antigamente aos trabalhadores da lavoura nas herdades do Alentejo.
Participam no certame, que atrai, anualmente, milhares de visitantes em procura da gastronomia da região, vários tasqueiros e doceiros.
A iniciativa gastronómica, com entradas gratuitas, vai decorrer no parque de feiras e exposições da cidade, com áreas nas tasquinhas destinadas a quem pretender petiscar.
O evento conta ainda com a participação de expositores de produtos regionais, vários bares e artesãos do concelho.
Trata-se, segundo a autarquia, de um evento de promoção turística do concelho de Estremoz, que pretende valorizar as tradições deste concelho e do Alentejo, e que tem para oferecer, durante quatro dias, "sabor, saber, tradição e convívio", assim como animação cultural."

In Jornal de Noticias



Receita de Paté de delícias do Mar




250 g delícias do mar
2 ovas cozidas
1 ovo cozido
q.b. pickles picados
q.b. maionese
gota(s) sumo de limão
1 c. sobremesa ketchup
q.b. cerveja c/álcool

Picar muito bem os quatro primeiros ingredientes na 1-2-3 e depois,  misturar a maionese, o ketchup e um pouquinho de cerveja branca, de forma a obter consistência de patê.
Servir bem fresco sobre tostas, como entrada, ou para rechear sanduíches, sobre folhas de alface.



 

Herdade Vale da Rosa Inicia Exportação de Uvas Para a China


  

" A Herdade do Vale da Rosa, maior produtora nacional de uvas, começou na semana passada a exportar para a China e espera chegar a mais países asiáticos em 2013, disse à Agência Lusa o porta-voz da empresa, Ricardo Costa.
   O primeiro carregamento para a China, constituído por vinte toneladas de uvas de mesa, partiu na quinta-feira, 18, passada para Hong Kong, através de um parceiro holandês, com o objectivo de "abrir caminho para o mercado asiático" e chegar a regiões como Macau, Malásia e Médio Oriente.
   Ricardo Costa sublinhou que este é um mercado "muito promissor" e que corresponde ao esforço da Vale da Rosa em "intensificar o trabalho" de internacionalização e aumentar "significativamente" os volumes de exportação.
   O responsável da empresa salientou que as exportações tiveram "um crescimento significativo" entre 2011 e 2012, passando de 25 para 35% da produção total (5 mil toneladas).
   Actualmente, os principais destinos das uvas produzidas em Ferreira do Alentejo são Angola e países europeus como o Reino Unido, Holanda e Bélgica.
   Para este ano, Ricardo Costa estima que o volume de negócios seja superior aos sete milhões de euros registados em 2011 e a expectativa é aumentar também a produção, face ao investimento feito na plantação em novas vinhas, chegando às seis mil tonelada entre 2013 e 2014. "

In Correio do Alentejo




SENHORA D'AIRES - Letra ( Cante Alentejano )



Eu vi minha mãe rezando
aos pés da Virgem Maria;
era uma Santa escutando
o que outra santa dizia
Ó Virgem Senhora d’Aires
Está metida num deserto
Em chegando a mocidade
Me parece um céu aberto
Me parece um céu aberto
Com toda a nossa gentinha
Fui solteiro vim casado
Foi milagre da santinha
Foi milagre da santinha
Foi milagre que ela fez
P’ró ano, se Deus quiser
Cá estaremos outra vez
Ó minha mãe dos trabalhos
Para quem trabalho eu
Trabalho para a mãe do céu
Que a da terra já morreu
Ó Virgem Senhora d’Aires
Está metida num deserto
Etc.

Para ouvir -» AQUI



Receita de Empadão de Atum ( enviada por Emilia - Porto )





2 latas de atum
80 gr de miolo de camarão
2 colheres de sopa de polpa de tomate
1/2 cebola
azeite
alho em pó
cogumelos frescos
2 gemas de ovo
sal

Para o puré de batata
10/12 batatas grandes
1 copo e meio de leite
sal
1 colher de sopa bem cheia de manteiga

Descasque e lave as batatas e coloque-as a cozer em água com sal, cortadas em pedaços para cozerem mais depressa.
Depois de cozidas, junte-lhes leite e a manteiga. Passe tudo com a varinha mágica até obter a consistência desejada. Reserve.
Faça o recheio. Numa frigideira coloque um fio de azeite e junte a cebola finamente picada com a polpa de tomate. Leve ao lume a refogar um pouco.Junte os cogumelos laminados e deixe ao lume até estes começarem a amolecer.
Junte o camarão já descongelado e tempere de sal e um pouco de alho em pó.
Por fim junte o atum escorrido e desfeito e deixe tomar gosto.
Numa travessa de forno coloque uma camada de puré , por cima coloque a mistura do atum e cubra com outra camada de puré.
Bata duas gemas de ovo e cubra o empadão com os ovos.
Leve ao forno a alourar.


 


Houve uma Ilha em Ti





Houve uma ilha em ti que eu conquistei.
Uma ilha num mar de solidão.
Tinha um nome a ilha onde morei.
Chamava-se essa ilha Coração.

Que saudades do tempo que passei.
Nenhum desses momentos foi em vão.
Do teu corpo, de ti, já nada sei.
Também não sei da ilha, não sei, não.

Só sei de mim, coberto de raízes.
Enterrei os momentos mais felizes.
Vivo agora na sombra a recordar.

A ilha que eu amei já não existe.
Agora amo o céu quando estou triste
por não saber do coração do mar.


Joaquim Pessoa

ASSUNTOS RELACIONADOS:

António Botto
Bruno M. B. Rodrigues
Carlos Drummond de Andrade
Daniel Faria
Eugénio de Andrade
Fernanda de Castro
Fernando Pessoa
Florbela Espanca
José Luís Peixoto
Mário de Sá-Carneiro
Mário Quintana
Mia couto
Miguel Torga
Pablo Neruda
Vinícius de Moraes



Nova central de Alqueva Inicia Produção



" Alqueva II completa, com êxito, primeira ligação à rede e o investimento de 190 milhões de euros no reforço de potência está em fase de conclusão, afirma a EDP em comunicado.
Naquele documento, a EDP refere que “esta primeira ligação à Rede Nacional de Transporte, concretizada no passado dia 19, envolveu um dos dois grupos reversíveis que equipam o novo empreendimento”.
É avançado ainda, que “os ensaios no outro grupo decorrem a bom ritmo, esperando-se que a sua primeira ligação possa ter lugar até ao final deste mês”.
De acordo, também, com a EDP, o reforço de potência, constituído por uma segunda central, com características técnicas muito similares à da existente, permite duplicar a potência actualmente instalada em Alqueva I, passando a mesma de 260 MW para cerca de 520 MW. O comunicado frisa que a produção média anual da nova central de Alqueva II será suficiente para abastecer, na zona do empreendimento, os consumos agregados dos concelhos de Évora, Beja, Portel, Moura e Vidigueira.
A EDP termina recordando que a construção do novo empreendimento, que envolveu um investimento de cerca de 190 milhões de euros, permitiu criar entre 2009 e 2012 um número médio de 1 500 postos de trabalho, entre directos e indirectos. "

In Rádio Voz da Planicie






Adega Cooperativa de Vidigueira Inicia Exportação Para o Canadá





" A Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito, está a preparar a primeira encomenda de vinhos para o Canadá. A conquista deste novo mercado surge de numa parceria estabelecida entre a Cooperativa e a Sociedade Agrícola João Teodósio Matos Barbosa & Filhos. A Adega Cooperativa vai enviar para o Canadá praticamente todo o portfólio dos seus produtos com especial incidência para os vinhos de topo. Esta pereceria vai permitir também, segundo a Cooperativa, consolidar a exportação para Angola. Neste momento estão a ser estudados outros mercados, revelou à Rádio Pax José Miguel de Almeida, Presidente da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito. "

In Rádio Pax




Frederica Rodrigues - Para vender, comprar ou arrendar em Portugal