29 de janeiro de 2013

Como Fazer Um Disfarce de Peter Pan ( Carnaval )





In YouTube

Como Fazer Um Disfarce de Peter Pan ( Carnaval )





Sugestão Para o Seu CARNAVAL


 




Como Fazer Uma Máscara de leão ( Carnaval )





In YouTube

Como Fazer Uma Máscara de leão ( Carnaval )




Sugestão Para o Seu CARNAVAL




Como Fazer Uma Máscara de tigre ( Carnaval )





In YouTube


Como Fazer Uma Máscara de tigre ( Carnaval )

 
Sugestão Para o Seu CARNAVAL




Como Fazer Uma Coroa de princesa ( Carnaval )





In YouTube

Como Fazer Uma Coroa de princesa ( Carnaval )




Sugestão Para o Seu CARNAVAL


25 de janeiro de 2013

Miguel Angelo Começa a Tour de Apresentação do seu Último Trabalho “Primeiro”, na Capital do Baixo Alentejo.




O espectáculo está agendado para sábado dia 26 de Janeiro, pelas 21h30, no Pax Julia, em Beja.



Exposição de Tapetes de Arraiolos em Évora até 28 de Fevereiro de 2013




Exposição de Tapetes de Arraiolos em Évora até 28 de Fevereiro de 2013 ( Galeria de Exposições Casa de Burgos )



Aeroporto de Beja Certificado e Apto Para Todos os Tipos de Tráfego



" O Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) já certificou o aeroporto de Beja, que está “apto” para poder ser usado sem restrições por todos os tipos de tráfego, à semelhança dos restantes aeroportos nacionais, anunciou hoje a ANA.
Em comunicado enviado à Lusa, a ANA - Aeroportos de Portugal refere que o aeroporto de Beja, que usa as pistas da Base Aérea n.º 11, está “apto a operar”, depois de o INAC ter concluído, na terça-feira, o processo de certificação da infraestrutura.
O INAC certificou o aeroporto de Beja “considerando estarem reunidas todas as condições” para a utilização da infraestrutura “por todos os tipos de tráfego, sem as restrições que vigoravam” antes, refere a ANA.
O aeroporto de Beja, que, antes da conclusão do processo de certificação, precisava de autorizações pontuais do INAC para operar voos civis comerciais, funciona, agora, “à semelhança dos restantes aeroportos nacionais”, frisa a ANA.
Segundo a ANA, a certificação do aeroporto de Beja “constitui um incentivo adicional ao desenvolvimento da estratégia definida para os vários segmentos de negócio”, com “um especial enfoque” na captação de indústria aeronáutica e de operações de carga aérea e de passageiros.
A certificação do aeroporto de Beja é um “marco de importância inegável” para que o aeroporto de Beja “reforce o seu papel de infraestrutura ao serviço do desenvolvimento económico e social do Alentejo”, sublinha a ANA.
O INAC já tinha certificado a infraestrutura aeronáutica da Base Aérea n.º 11, que é usada pelo aeroporto de Beja, para voos sem passageiros e estacionamento e manutenção de aeronaves, mas faltava a certificação para a realização de voos de passageiros.
Por isso, até à conclusão de todo o processo de certificação, as operações de voos civis comerciais a partir do aeroporto de Beja tinham de ser previamente autorizadas pelo INAC.

In Diário do Alentejo

Sítio arqueológico do Outeiro do Circo em Beja alvo de “ato de vandalismo”


 


" O sítio arqueológico do Outeiro do Circo, no concelho de Beja, foi alvo de um ato de vandalismo, que expôs a intempéries uma zona da área escavada, provocando danos, disse à Lusa um responsável científico do projeto.
O ato de vandalismo detetado no passado mês de novembro no sítio arqueológico, um povoado fortificado do final da Idade do Bronze, entre 1 200 e 800 a.C., situado numa área de 17 hectares que abrange as freguesias de Mombeja e Beringel, terá sido praticado por curiosos, que visitaram a zona escavada, admitiu o arqueológo Miguel Serra.
Ao dirigirem-se à zona, a sondagem 1, com cerca de 48 metros quadrados e que tinha sido escavada entre 2008 e 2011, os curiosos removeram, sem destruir, a manga plástica que cobria e protegia parte da área e estava segura por pedras e terras, que também foram removidas, explicou.
Os curiosos tinham algum conhecimento do que iam ver e terão removido as proteções para ver as escavações, porque fizeram e destaparam exatamente o mesmo que os responsáveis científicos do projeto costumam fazer quando promovem visitas ao sítio, disse.
O problema foi que não tiveram o cuidado de recolocar as proteções e uma área considerável da zona escavada ficou exposta a intempéries, o que provocou o aluimento de um troço de perfil de quatro metros de comprimento no topo sul da sondagem 1, provocando danos na muralha, explicou.
O ato de vandalismo provocou também uma linha de fratura no solo, com cerca de dois metros, junta à área escavada, o que coloca em risco a aproximação de pessoas ao local e pode provocar novo aluimento, frisou.
Todos os vestígios arqueológicos encontrados na área escavada já tinham sido removidos, mas a situação provocou a destruição de informação arqueológica, que pode ser recuperada, através de novas escavações, disse.
Segundo Miguel Serra, os responsáveis do sítio comunicaram a situação à Câmara de Beja, à qual pediram apoio para limpar a área afetada e colmatar os danos provocados.
No dia 9 deste mês, disse, funcionários da Câmara de Beja limparam a área, recolocaram a manga plástica de proteção e colocaram estacas à volta da zona ligadas por fita sinalizadora, para assinalar a localização da sondagem por questões de segurança.
A suspensão das escavações no sítio, em agosto de 2011, devido à falta de apoio financeiro da Câmara de Beja, o principal parceiro, coloca alguns problemas na área escavada, que foi provisoriamente selada, na expetativa do recomeço das escavações em 2012, o que não aconteceu, disse.
Se não for possível reunir, junto da Câmara de Beja, apoios para continuar o projeto e as escavações continuarem suspensas, terá de se proceder à selagem definitiva da área escavada, para a proteger e evitar outros atos de vandalismo e danos e garantir uma maior segurança do local, defendeu.
O sítio do Outeiro do Circo, conhecido há 300 anos e que começou a ser estudado nos anos 70 do século XX, é extraordinário e destaca-se pela dimensão extremamente invulgar, disse, referindo que os grandes povoados fortificados da mesma época conhecidos no sudoeste da Península Ibérica têm uma média de quatro a cinco hectares."

In Diário do Alentejo




24 de janeiro de 2013

Sensibilidade





O mundo é de quem não sente. A condição essencial para se ser um homem prático é a ausência de sensibilidade.

Fernando Pessoa


Produtos Biológicos do Alentejo"mostram-se" em Feira na Alemanha





"  Trinta produtores do Alentejo e do Algarve participam na edição deste ano da feira internacional de agricultura biológica BioFach, que vai decorrer em Fevereiro na cidade alemã de Nuremberga.
A participação dos produtores na BioFach, "uma das mais importantes" feiras internacionais dedicadas à agricultura biológica e cuja edição deste ano vai decorrer entre 13 e 16 de Fevereiro, é promovida pela Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM) e visa mostrar produtos 100% biológicos das duas regiões.
Num comunicado enviado à Agência Lusa, a ADPM explica que a participação dos produtores inclui a presença na BioFach através de um "stand" conjunto, visitas guiadas à feira, organização de provas e degustações e reuniões com potenciais compradores internacionais.
No "stand" e através das provas e degustações, os produtores vão poder mostrar e dar a provar produtos do Alentejo e do Algarve e de "produção 100% biológica", como aguardente de medronho, figo-da-índia, mel, vinho, alfarroba e plantas aromáticas.
A comitiva de 30 produtores será liderada pelos presidentes da ADPM e da Câmara de Almodôvar e contará com a presença do presidente do NERBE, Filipe Pombeiro.
A participação dos produtores na BioFach é promovida no âmbito do projeto "Valorização dos Recursos Silvestres do Mediterrâneo", uma estratégia de eficiência colectiva para as áreas rurais de baixa densidade do sul de Portugal, que pretende contribuir para a "valorização económica" dos recursos endógenos dos territórios do Baixo Alentejo e do interior do Algarve.
O projecto envolve a Câmara de Almodôvar (o "chefe de fila"), assim como os municípios alentejanos de Barrancos e Ourique e os algarvios de Loulé, Silves e São Brás de Alportel, além de vários parceiros públicos e privados, como a ADPM. "

In Correio Alentejo



Reguengos de Monsaraz e Portel avançam com providências cautelares para travar extinção de freguesias





" Duas juntas de freguesia de Reguengos de Monsaraz e quatro de Portel, apoiadas pelos municípios, vão interpor duas providências cautelares no Supremo Tribunal Administrativo, esta terça-feira, dia 22, para tentar suspender a reorganização administrativa naqueles concelhos.
A entrega das duas providências cautelares no Supremo Tribunal Administrativo, em Lisboa, está marcada para as 15h00 de terça-feira.
Na ocasião, vão estar presentes os presidentes, não só das juntas de freguesia afectadas, como de outras de ambos os concelhos, assim como os presidentes dos municípios de Reguengos de Monsaraz e de Portel, José Calixto e Norberto Patinho, respectivamente.
A lei da reorganização administrativa do território já foi promulgada pelo Presidente da República e prevê, em Reguengos de Monsaraz, a extinção de duas freguesias (Campo e Campinho), a agregar numa união de freguesias.
Quanto a Portel, está em causa a extinção de quatro freguesias – Alqueva, Amieira, Oriola e S. Bartolomeu do Outeiro –, que são agregadas em duas uniões de freguesias.
Questionado sobre a providência cautelar que vai ser interposta pelas duas freguesias do seu concelho, o presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz (PS) reconhece que esta é “a via que resta”, já que “a maioria absoluta PSD-CDS impôs uma decisão contra a esmagadora maioria do território nacional”.
“Depois de todas as tentativas ao nível político, esta é a única que nos resta porque os órgãos de soberania, utilizando a maioria e depois a promulgação do Presidente, forçaram uma decisão contra a esmagadora maioria dos autarcas e das assembleias municipais”, sublinha.
A lei da reorganização administrativa, que prevê a extinção, agregação e fusão de freguesias por todo o país, “vai contra as pessoas e contra os seus eleitos”, diz. “E a única solução que temos é o acesso aos tribunais, para fazer valer os interesses das populações”, justifica.
Segundo José Calixto, com a extinção de freguesias, “nem o Estado lucra e, pelo contrário, as pessoas tenderão a perder muito”, ficando em causa “a coesão social dos territórios”, o que “é muito grave”.
O presidente da Câmara de Portel (PS) afirma que o município e as quatro freguesias do seu concelho que está previsto extinguir pretendem “tentar, dentro daquilo que a justiça permitir, inviabilizar a consumação deste acto”, servindo a providência cautelar para “atrasar” o processo.
“Alguém sem sensibilidade, sem olhar às pessoas”, tomou “a decisão de acabar com estas freguesias, sem prever as consequências. Vamos tentar, através dos tribunais, que isso não venha a acontecer”, argumenta."

In Público



21 de janeiro de 2013

Serpa - Feira do Queijo do Alentejo de 22 a 24 de Fevereiro de 2013





DATA E HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
(Parque de Feiras e Exposições e Salão Polivalente de Serpa, de 22 a 24 de fevereiro )

Dia 22 (Sexta-Feira) das 11h às 23 horas
Dia 23 (Sábado) das 11h às 23 horas
Dia 24 (Domingo) das 11h às 21 horas
O horário de encerramento das Tasquinhas prolongar-se-á até às 03 horas à exceção do dia 24 (domingo) que encerra às 24horas.




Receita de Sopa de Espargos Bravos, ( enviada por Dona Júlia Marques de Beja, quem desde já agradeço )




1 molho grande de espargos bravos verdes  
1 molho de coentros ;
2 dentes de alho pequenos ou 1 grande
200 g de toucinho  
200 g de chouriço de carne
2 colheres de sopa de vinagre  
1 colher de sopa de farinha  
400 g a 500 g de pão duro caseiro ou de segunda ;
sal


Pisam-se no almofariz, os coentros e os alhos com sal grosso, de modo a obter-se uma papa.
Preparam-se os espargos, cortam-se em bocadinhos e escaldam-se com água a ferver.
Num tacho de barro fritam-se o toucinho cortado ás fatias e o chouriço ás rodelas. Retiram-se as carnes e no «pingo» que ficou fritam-se os espargos bem escorridos.
Quando estes estiverem bem fritos, junta-se a papa de alhos e coentros e por fim o vinagre. Deixa-se cozer mais um pouco. Rega-se tudo com água (cerca de 3 litros) e a farinha (a colher deve ser bem cheia) dissolvida num pouco de água fria. Deixa-se cozer tudo durante cerca de 15 minutos ou até a farinha deixar de saber a cru.
Corta-se o pão ás fatias ou aos quadrados para uma terrina e rega-se com a sopa. Abafa-se um pouco e serve-se com as carnes (chouriço e toucinho) à parte.

PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  










 

Receita de Lombo de Porco com Amêijoas ( enviada por Dona Ana de Andrade de Setúbal, a quem desde já agradeço )




850 g de lombo de porco
6 dentes de alho
2 colheres de sopa de massa de pimentão
4 colheres de sopa de banha  
1 kg de amêijoas  
sal

Pisam-se os dentes de alho num almofariz com sal grosso.
Esfrega-se a carne primeiramente com a papa de alhos e depois com a massa de pimentão. Deixa-se ficar assim de um dia para o outro.
Corta-se o lombo em quadrados regulares e leva-se a fritar com a banha num tacho de barro.
Entretanto, tem-se as amêijoas muito bem lavadas. Na altura de servir, juntam-se as amêijoas, deixando-as abrir rapidamente sobre lume forte e servindo-as imediatamente para não secarem.
Acompanha-se com batatas fritas e gomos de laranja ou limão.


18 de janeiro de 2013

Adega Cooperativa de Vidigueira distinguida como PME Líder




" A Adega Cooperativa de Vidigueira Cuba e Alvito foi distinguida, pelo segundo ano consecutivo, com o Estatuto de PME Líder 2012. Esta distinção, atribuída pelo Instituto de Apoio a Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI) e por um conjunto de entidades independentes, constitui o reconhecimento da solidez financeira, qualidade e liderança da gestão da Adega. O diploma com o estatuto foi entregue em Dezembro passado.
José Miguel Almeida, presidente da Adega Cooperativa de Vidigueira, realça a importância do galardão pois revela que “a empresa está no bom caminho”. Em sua opinião o estatuto “abre algumas portas e facilita o acesso ao crédito”. "

In Rádio Pax

Município de Moura “de luto pela liquidação de freguesias”



" A Câmara de Moura tem a bandeira do município a meia-haste nos Paços do Concelho, durante 3 dias, em “sinal de luto” pela extinção de freguesias.
A decisão foi tomada depois do Presidente da República ter promulgado a Lei que extingue mais de mil freguesias no país, entre as quais cinco no concelho de Moura.
A Câmara convidou as freguesias do concelho a juntar-se a esta “manifestação de luto”, colocando também nas respectivas sedes a bandeira da freguesia a meia-haste.
José Maria Pós-de-Mina vai propor, na próxima reunião da Câmara, que “sejam consideradas persona non grata no município de Moura todas as pessoas envolvidas na tomada de decisão da extinção das freguesias”.
O presidente da Câmara de Moura considera que ontem foi “um dia triste para o poder local, para o país e para os municípios” abrangidos pela medida. "

In Rádio Pax


Sete empresas de mármores do Alentejo unem-se para exportar e evitar "morte" do setor


 


" Sete empresas alentejanas de mármores, dos concelhos de Vila Viçosa e Borba, uniram esforços numa parceria "pioneira" vocacionada para a exportação, para fazer face à crise e contrariar "a morte óbvia do setor".
"Somos completamente pioneiros neste campo. É um esforço que achámos ser pertinente" para tentar "contrariar a morte óbvia que estamos a ver que vem aí, se não fizermos nada", realçou hoje à agência Lusa o empresário José Artur Batanete.
A iniciativa desenvolvida pelas sete empresas de mármores de Vila Viçosa e Borba foi a constituição de um Agrupamento Complementar de Empresas (ACE), denominado "Rose Project ACE" e formalizado esta terça-feira. Marbrito, Marmoz, António Galego e Filhos, Lopes Batanete, RBR Mármores, Marmetal e Margrimar são as empresas fundadoras deste ACE, que os envolvidos dizem ser "pioneiro no setor dos mármores".
"É como espetar uma lança, não em África, mas no Alentejo", ironizou José Artur Batanete, explicando que o ACE vai reunir, pela primeira vez, na quinta-feira, para traçar linhas de atuação e preparar ações no terreno, como missões empresariais ao estrangeiro.
Segundo os industriais, a criação do ACE, através do qual vão apresentar uma candidatura a fundos comunitários de apoio à internacionalização, foi a fórmula encontrada para "reduzir custos".
"Se as sete empresas decidirem ir à Rússia vender material só por si, são sete faturas de custos. Se for o ACE a representá-las só há uma fatura", exemplificou.
Esta, disse, "é uma forma de ultrapassar os problemas de tesouraria" com que as empresas se debatem e de "unir esforços" em prol de "um objetivo comum".
"Juntos, temos um peso de oferta maior, podemos concorrer a obras com maior dimensão", disse, destacando que a parceria visa também "fugir aos `lobbys` instalados", pois, na zona, "andam dois ou três clientes árabes que estão combinados para que os preços não subam".
Os empresários esperam que a colaboração ajude a "dar resposta aos problemas" que enfrentam "a nível de custos, da quebra de mercados e de preços da mercadoria, que têm vindo por aí abaixo, ultimamente", devido à crise.
As grandes queixas no setor dos mármores alentejanos, os quais já tiveram "o mundo aos seus pés", exportados para os quatro cantos do globo, mas que enfrentam "sérias dificuldades", dizem respeito à subida dos custos da eletricidade e dos combustíveis, nos últimos anos.
Sem se conformarem com a crise que "asfixia" o setor, os fundadores do ACE querem "valorizar" o mármore alentejano, que "tem vindo cada vez mais a perder competitividade a nível de preços e de rentabilidade".
As "baterias" vão estar "apontadas" aos países do golfo Pérsico, mercado que já é cliente do mármore do Alentejo, América Latina, países asiáticos como Malásia, Singapura ou Coreia, África e ainda a Rússia e "repúblicas satélite".
"Queremos procurar mercados emergentes e é mais fácil termos outro poder negocial e de oferta de produtos sendo um núcleo de sete empresas", insistiu José Artur Batanete."

In RTP Notícias


PT volta a fazer medições no concelho de Ferreira do Alentejo





" A Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo reuniu com os responsáveis da Portugal Telecom (PT) no sentido de encontrar soluções para resolver as falhas da recepção de sinal TDT – Televisão Digital Terrestre, em várias localidades do Concelho.
A Freguesia de Odivelas recebe hoje as primeiras medições que vão prolongam-se ao longo da próxima semana nas restantes freguesias.
A avaliação será efectuada por um técnico da PT acompanhado por um representante da autarquia de Ferreira do Alentejo e um da respectiva Junta de Freguesia.
Aníbal Costa, presidente da Câmara, espera que os problemas sejam definitivamente resolvidos. "

In Rádio Pax


The Telegraph: Alentejo é um "paraíso" gastronómico





" Um "paraíso para os amantes da gastronomia". É assim que o jornal britânico The Telegraph descreve o Alentejo. Num artigo recente, a publicação inglesa destaca a "fantástica" comida alentejana que vai desde a charcutaria aos doces conventuais e pela qual vale a pena deixar de lado a dieta, mesmo que só durante as férias.
 Ao chegar ao Alentejo sente-se, escreve o jornal, "o orgulho [da população] em mostrar os produtos regionais", em particular as carnes curadas e o marisco. Uma boa ideia para começar a degustar a gastronomia local é provar "o peixe mais fresco da costa Atlântica, cozinhado apenas no carvão" ou, em alternativa, "o cordeiro criado no Alentejo e cuja carne é tão tenra que se desfaz na ponta do garfo".
 Outra opção que de que os turistas não se vão arrepender, garante o The Telegraph, é a carne de porco à alentejana - "carne de porco marinada em alho, coentros e vinho branco" -, um prato que "é tão delicioso como soa".
 Porém, na sua crónica acerca do Alentejo, o jornal deixa o alerta: "vale a pena deixar um espacinho para a sobremesa", já que a região portuguesa é conhecida pelos seus doces (em especial os doces conventuais), "batizados com nomes de santos e outras graças celestiais" e, muitos dos quais, "impossíveis de encontrar noutros locais".
 Ainda a propósito de doces, o The Telegraph sugere também uma passagem rápida por Lisboa, durante as férias, para provar, em Belém, o incontornável pastel de nata, que faz com que haja filas "que dão a volta à esquina" só para o saborear.
 A fechar o artigo surgem dois outros ícones do alentejo: os queijos e os vinhos. "Seria uma pena ir embora do Alentejo sem provar os queijos da Serra [que, embora não seja originário daquele local, é mais fácil de encontrar em território português], Nisa e Évora", defende a publicação inglesa.
O queijo de Évora, "com o seu sabor picante que dá água na boca", é aconselhado, por exemplo, para acompanhar um copo de vinho tinto alentejano àqueles que apreciem "um sabor maduro".
 Os amantes dos vinhos poderão também aproveitar a visita para passar "tardes felizes" a visitar caves e a provar os seus néctares, muitas vezes junto dos proprietários das quintas. "Em muitos casos, é mesmo possível jantar na propriedade e ter uma noção mais completa de como os vinhos da região podem ser combinados com as especialidades gastronómicas", conclui o jornal "

In Boas Notícias


Baile da Pinha 2013 - Safara



Safara

Baile da Pinha no dia 2 de Fevereiro ( 22 horas ) 2013




16 de janeiro de 2013

Receitas de Queijadas de Requeijão ( Enviada por Mariana M. de Setúbal a quem desde já agradeço )





Massa:
125gr De farinha
40gr De banha
1 Ovo
Uma pitada de sal
Leite morno qb

Amassar tudo levemente até a massa estender, esticar a massa com o rolo e forrar forminhas pequenas untadas com banha.

Recheio:
350grs de requeijão
5 gemas
1 clara
50 gr de manteiga
300gr de açúcar
30 gr de farinha

 
Raspa de limão sem exagerar.
Passe o requeijão pelo passe-vite, junte o açúcar, as gemas e as claras, bate-se e de seguida junte a manteiga derretida e raspa de limão e a farinha, envolva bem.
Deite a mistura nas forminhas forradas e leve ao forno a 170 graus até estarem ligeiramente tostadas.

PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  








CAP Promove Sessão de Esclarecimento aos Agricultores em Barrancos e Moura





" A CAP – Agricultores de Portugal, em colaboração com as organizações de agricultores da região, promove no próximo dia 22 de Janeiro, em Barrancos e Moura, acções de esclarecimento direccionadas aos agricultores. O Regime de Pagamento Único, a manutenção da Actividade Agrícola em Zona Desfavorecida, a condicionalidade pecuária e agro-ambientais serão os assuntos em cima da mesa. "

In Rádio Planicie


Receita de Torta de Cenoura Com Açúcar Amarelo





500 gr de açúcar amarelo
500 gr de cenoura, em puré
6 ovos
raspa de 1 laranja
125 gr de farinha

Bata os ovos com o açúcar.
Adicione o puré de cenoura, a raspa de laranja e a farinha.
Coloque a massa num tabuleiro forrado com papel vegetal e untado com manteiga.
Leve a cozer a 180ºC.
Enrole a torta e decore a gosto.


População do Concelho de Serpa Promove Acções de Luta em Defesa do Hospital



" A Comissão de Utentes da Saúde e Outros Serviços Públicos do Concelho de Serpa, reuniu no passado dia 11 de Janeiro. Face às notícias vindas a público sobre o encerramento do serviço de urgências do Hospital de S. Paulo em Serpa, no período compreendido entre as 0:00 e as 8:00 horas, a Comissão voltou a manifestar a sua total discordância com esta decisão e reiterou, mais uma vez, o seu total empenho em lutar pela defesa deste e de outros serviços de saúde. Como tal, os membros da Comissão decidiram agendar várias acções de rua que têm como objectivo informar e convidar a população a concentrar-se num protesto que se concretiza pela realização de uma vigília, a iniciar às 0:00 horas do próximo dia 29 de janeiro, explicou Palmira Guerreiro, da Comissão de Utentes da Saúde e Outros Serviços Públicos do Concelho de Serpa."

In Rádio Planicie


Grupo de Trabalho Vai analisar Integração do Museu de Beja na Comunidade Intermunicipal






" O Conselho Executivo da CIMBAL- Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo, deliberou, na última segunda-feira, entregar ao grupo de trabalho a proposta de integração do Museu Regional de Beja na Comunidade Intermunicipal.
O grupo de trabalho, composto pelos presidentes das Câmaras de Beja, Moura e Almodôvar, criado para acompanhar a extinção da Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral (AMBAAL), vai também analisar, entre outras matérias, a integração do património imobiliário e dos funcionários da Associação de Municípios e da Assembleia Distrital na Comunidade Intermunicipal.
Jorge Pulido Valente, membro do Conselho Executivo da CIMBAL, realça que foi decidido, por “concordância de todos”, entregar ao grupo de trabalho a proposta de transferência do Museu para a Comunidade Intermunicipal para que desta forma seja possível a extinção da Assembleia Distrital, a proprietária do Museu.
O grupo de trabalho vai reunir, pela segunda vez, na próxima semana. "

In Rádio Pax

Câmara de Vidigueira Abriu Candidaturas Para Comparticipação de Medicamentos





" A Câmara de Vidigueira tem abertas, até ao próximo dia 22 de Fevereiro, candidaturas para atribuição de comparticipação financeira na compra de medicamentos a idosos do concelho.
Os interessados devem entregar a candidatura nas Juntas de Freguesia de Vidigueira, Vila de Frades, Pedrógão e Selmes e nos Centros de Convívio de Alcaria da Serra e Marmelar.
O município financia 50% do montante que os idosos suportam na aquisição de medicamentos. "

In Rádio Pax





Aeroporto de Beja Desperta interesse de Cabo-Verdianos






" A empresa Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) está a negociar ligações entre o Aeroporto de Beja e a ilha do Sal. São seis voos, a decorrer entre Julho e Agosto, informou Mário Almeida, responsável da empresa, que estão a ser negociados pela TACV e pela Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, e os responsáveis da administração do Aeroporto. O responsável falava à margem do seminário que decorreu no início da semana, em Lisboa, Aeroporto de Beja – Oportunidades de Cooperação Estratégica Portugal-Cabo Verde, em Lisboa. Referindo que a empresa não tem interesse em que os voos tenham apenas uma vertente turística, Mário Almeida lembrou que a região tem muitos estudantes cabo-verdianos que poderiam ser um potencial público-alvo. Além dos voos de passageiros, o responsável da Transportes Aéreos de Cabo Verde, salientou ainda que está a ser discutido o potencial do Aeroporto de Beja para o transporte de carga. De resto, refira-se, esta mais-valia do Aeroporto baixo-alentejano, vai ser explorada já em Fevereiro, altura em que a empresa de transportes internacional UTI fará o seu primeiro transporte de cargas, com uma encomenda que será levada para Frankfurt, na Alemanha. "

In Rádio Planicie



Receita de Bolinhos de côco ( os melhores que já comi até hoje - Enviada por Mariana Montez de Setúbal a quem desde já agradeço )





3 ovos + 1 gema
100 grs de coco ralado
100 grs de açúcar
75 grs de farinha
1 pitada de sal

Parta os ovos, separe as claras das gemas. Misture o côco ralado com o açúcar e junte as gemas. Continuando sempre a mexer, deite a farinha em chuva. À parte, bata as claras em neve com uma pitada de sal. Junte-as delicadamente no preparado anterior.
Distribua a massa em forminhas, previamente untadas e polvilhadas. Leve a cozer durante 15 minutos em forno pré-aquecido a 180º C e depois baixe-o para 150º C, deixando no forno mais 10 minutos.

PODERÁ GOSTAR AINDA DE: 
  










15 de janeiro de 2013

Progredir - Mahatma Gandhi




Se queremos progredir, não devemos repetir a história, mas fazer uma história nova.

Mahatma Gandhi



Aprender - Mahatma Gandhi




Aprenda como se você fosse viver para sempre.
Viva como se você fosse morrer amanhã.

Mahatma Gandhi



Rio Guadiana Vai Voltar a Ser Navegável



 " Está aqui um historiador que não me deixa mentir. Esta promessa do desassoreamento do Rio Guadiana já vem de há duas ou três décadas". As palavras do presidente da Câmara de Vila Real de Santo António, o social-democrata Luís Gomes, seguiram-se ao anúncio feito pelo presidente da Comissão de Coordenação Regional (CCDR) do Algarve e também presidente da Euroregião Alentejo/Algarve/Andaluzia, David Santos.
Este ano é que vai ser, o Rio Guadiana poderá voltar a ser navegável, garante: "Pensámos que seria possível desassorear até ao Pomarão (junto a Mértola), mas estamos a ter algumas dificuldades por causa de questões ambientais. Mas pelo menos até Alcoutim entendemos que podemos chegar sem grande problema", adianta ao Expresso David Santos.
Depois de vários estudos, David Santos diz que a tarefa é para cumprir e abril poderá ser o mês de arranque da obra, embora primeiro seja necessário ainda sentar portugueses e espanhóis à mesma mesa. "Como isto é um rio internacional, não depende só das autoridades portuguesas ou espanholas, depende de ambas. É preciso sentá-las num mesmo espaço, no mesmo dia e tomar decisões. É isso que ainda ninguém conseguiu mas que eu vou ter de fazer, porque não faz sentido ter candidaturas (de fundos comunitários) aprovadas, com dinheiro disponível, e depois não se fazerem as obras", acrescentou o responsável, à margem do protocolo de criação da eurocidade Ayamonte-Vila Real de Santo António.
Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, não cabe em si de contente: "Ainda no outro dia estive numa reunião com empresários daqui do concelho e esse assunto voltou à baila e foi colocado como uma das grandes prioridades para o nosso município", diz. "É inaceitável que um rio com o potencial do Guadiana se encontre há décadas asfixiado. Não acredito que haja muitos países que, tendo um rio como este, o possam abandonar e aos seus recursos", acrescenta, elogiando o trabalho do presidente da Euroregião.
Um dos problemas, apurou o Expresso, prende-se com uma das candidaturas, aprovada a cargo do Instituto Português dos Transportes Marítimos, entretanto extinto. Existem agora dúvidas sobre quem terá a responsabilidade da gestão.
Para já, sabe-se que o projeto contará com meio milhão de euros, algo que não sendo muito poderá ser suficiente para nivelar alguns pontos altos do fundo do rio, que fazem com que atualmente a navegação seja uma verdadeira aventura, mesmo para barcos de pequeno calado. "Nós temos estudos que identificaram as zonas onde há mais dificuldade para as embarcações passarem e é nessas zonas que há intervenções pontuais. Isso, em conjunto com um correto balizamento do rio. Porque se tivermos esse balizamento a obra não precisa de ser tão acentuada", explica David Santos.
Segundo o presidente da Euroregião, o projeto poderá no entanto ficar aquém do desejado por razões ambientais, uma vez que há vários anos se pretende que as dragagens se estendam até ao Pomarão (concelho de Mértola), antigo porto de escoamento de minério das Minas de São Domingos, desativadas nos anos 60.
Para já, fica uma garantia: as obras necessárias à navegabilidade do rio desde a foz, em Vila Real de Santo António, chegarão pelo menos até Alcoutim, no nordeste algarvio, algo que se conseguirá ainda durante o ano de 2013. "

In Expresso



Alentejo Prepara Novo Ciclo de Apoios Comunitários


" O novo quadro comunitário de apoios para o período 2014-2020 já está a ser preparado pela CCDR do Alentejo, através de diversas reuniões com parceiros regionais.
Fonte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo adianta ao “CA” que os trabalhos de preparação, a nível regional, do novo ciclo de programação dos fundos estruturais arrancaram em Novembro de 2012, com um encontro com as entidades do Sistema Científico e Tecnológico Regional.
Já em Dezembro houve uma reunião de trabalho com as comunidades intermunicipais do Alentejo e da Lezíria do Tejo, enquanto que em Janeiro o debate foi alargado aos representantes das direcções regionais da administração pública regional, associações empresariais regionais, instituições de ensino superior e politécnico, empresas públicas, e diversas outras entidades regionais, acrescenta a mesma fonte.
A mesma fonte revela igualmente que o grande objectivo da CCDR do Alentejo é que estes encontros redundem na elaboração da “estratégia de desenvolvimento regional”, incluindo “a operacionalização dos seus instrumentos de execução”.
Nesse sentido, “este processo continuará a ser desenvolvido de forma desconcentrada durante os próximos meses, mediante a realização a curto prazo de uma conferência regional e de posteriores ateliers temáticos sobre os domínios relevantes do desenvolvimento económico e social do Alentejo”, conclui a CCDR."

In Correio do Alentejo



11 de janeiro de 2013

Programa das Comemorações Batalha das Linhas de Elvas e 500 anos de Cidade de 12 a 27 de Janeiro de 2013




Programa das Comemorações Batalha das Linhas de Elvas e 500 anos de Cidade de 12 a 27 de Janeiro de 2013




12 DE JANEIRO

21.30 - Santos & Pecadores (Cine-Teatro - entradas livres, mas os interessados devem levantar os bilhetes a partir das 18 horas no local do espectáculo).


13 DE JANEIRO

21.30 - “O Libertino”, de Eric-Emmanuel Schmitt ( Cine-Teatro. “O Libertino”, José Raposo, Maria João Abreu, Custódia Gallego, Filomena Cautela, Diana Costa Silva e Tiago Aldeia )

14 DE JANEIRO

9.30 - Hastear das bandeiras (Paços do Concelho)
10.00 - Romagem ao Padrão comemorativo da Batalha das Linhas de Elvas e cerimónia de Homenagem aos Mortos, no Sítio dos Murtais.
10.30 - No cemitério, ruma-se ao túmulo do General André de Albuquerque Riba-Fria. 11.00 - Cerimónias militares e militarizadas, com alocuções por um oficial do Exército Português e pelo Presidente da Câmara Municipal de Elvas, José Rondão Almeida.
12.00 – Desfile das forças em Parada na Rua da Cadeia.
21.30 - Concerto da Orquestra Ligeira do Exército.

14 DE JANEIRO

17.30 - Centros Artístico Elvense (“Grémio”) decorrem as comemorações dos 138 anos da colectividade
19.00 - Banda 14 de Janeiro assinala o seu 58º aniversário.

19 DE JANEIRO

16.30 - Museu de Arte Contemporânea de Elvas (MACE), lançamento do novo livro com obras da Colecção António Cachola do MACE, que conta com a presença do crítico nacional de arte Delfim Sardo.
21.30 - “Fado e Poesia, no Cine-Teatro Municipal, com o quarteto Deolinda de Jesus (voz), Jorge Pimentel (guitarra portuguesa), Carlos Sequeira (viola) e Filipe Martins (contrabaixo) e leitura de poemas do livro “Todos os Afectos” por José António Chocolate.

20 DE JANEIRO

Edição da Corrida das Linhas de Elvas (Sítio dos Murtais e a chegada no Estádio Municipal de Atletismo)
10.00 - Partem os participantes da 9ª Caminhada das Linhas de Elvas
11.00 - Partem atletas inscritos na 21ª Corrida das Linhas de Elvas.

20 DE JANEIRO

18.00 - Biblioteca Municipal de Elvas, acontece o lançamento da 8ª edição da Revista Internacional de Cultura e Ciência “Elvas-Caia”.

21 DE JANEIRO

19.00 - Realiza-se no Auditório São Mateus o III Encontro Transfronteiriço Poético-Musical, organizado pela Associação para o Desenvolvimento da Eurocidade Badajoz Elvas.

26 DE JANEIRO

16.00 - O lançamento do livro “História de Deus”, de Helena Miranda, da Edições Vieira da Silva, na sala polivalente da Biblioteca Municipal de Elvas.
21.30 - Cine-Teatro Municipal, a proposta da Câmara Municipal é o concerto de “Jorge Roque e Pedro Zagalo – Uma Voz, um Piano”, com a participação do Coro e Orquestra da Academia de Música de Elvas.

27 DE JANEIRO

9.00 - Espectáculo interactivo, no Cine-Teatro Municipal, com o mote “Elvas, Raia, Alentejo – Fotografias com Som”.

" De 12 a 25 de janeiro, está patente, no Museu Municipal de Fotografia João Carpinteiro, a exposição “Fotografia Digital” de Elvas, numa organização da Fundação João Carpinteiro. "

" A Casa da Cultura recebe, entre 14 e 31 de janeiro, a exposição de fotografia “Encantos e Recantos” de João Paulo Santos. A inauguração está marcada para este dia, pelas 17 horas, neste espaço de exposições da autarquia elvense."

" Entre 19 e 27 de janeiro, decorre nos restaurantes do concelho a Semana Gastronómica do Porco cuja abertura está marcada para dia 19 na Cafetaria do Museu de Arte Contemporânea de Elvas. No mês de janeiro, ainda no âmbito das comemorações dos 354 anos da Batalha das Linhas de Elvas e simultaneamente da classificação como Património Mundial e 500 anos de elevação a Cidade, é lançado o “I Concurso de Fotografia – Elvas Património Mundial”. "

In Camara Municipal de Elvas


Frederica Rodrigues - Para vender, comprar ou arrendar em Portugal